Facilidades no financiamento imobiliário

Sabemos que obter a casa própria é o sonho da maioria das pessoas. E pode ser o seu também. Por esse motivo, nós da Konkreta queremos ajudá-lo a realizar esse sonho.

Para isso, vamos instruí-lo com algumas informações que você pode não estar a par, e por consequência perdendo um tempo valioso para concretizar esse grande desejo.
Você já deve estar ciente que pode utilizar o FGTS para comprar o seu imóvel, certo? Mas se houver dúvidas acesse aqui . Além do FGTS há outros incentivos para auxiliá-lo na aquisição da casa própria.

Vamos entender um pouco sobre Consórcio de Imóveis.

O consórcio é uma ótima opção para quem deseja adquirir o seu imóvel, mas não tem o dinheiro disponível no momento. Ou ainda, que não tem a disciplina de poupar.

Ao optar por essa modalidade, você passa a participar de um grupo com outros interessados para adquirir uma carta de crédito no valor do bem. Todo mês são realizados sorteios entre os integrantes desse grupo e qualquer um pode ser contemplado com a carta de crédito e, assim, fazer a compra do imóvel.

Uma das grandes vantagens do consórcio é que não há cobrança de juros, mas sim taxas administrativas. Essas taxas são diluídas nas parcelas e por isso os custos são mais baratos que um financiamento tradicional.

Outro fator que vale ressaltar é que nessa modalidade a análise de crédito costuma ser mais flexível, o que facilita a vida de quem não consegue comprovar uma renda fixa, ou em certos casos, possui restrição no nome, mas mesmo assim pode ter a solicitação de entrada em um consórcio de imóveis aprovada.

Existe outra maneira de ser contemplado por meio da oferta de lances, que funcionam como adiantamentos do restante do valor a ser pago.

Os principais são:

❏ Lance fixo: a contribuição é feita mensalmente com uma porcentagem estabelecida pela administradora, além do valor da parcela acordada em contrato. Entre todos que se dispõem a ofertar lances fixos, aquele que tiver a cota mais próxima da última sorteada antecipa o recebimento da carta de crédito.

❏ Lance livre: o consorciado usa recursos próprios para oferecer o seu lance, assim como um leilão. A cada assembleia, o maior lance é contemplado.

❏ Lance embutido: neste caso, há possibilidade de oferecer uma porcentagem do valor da própria carta de crédito como lance, abatendo a quantia do valor final a ser recebido. Vence quem ofertar o maior lance.
Agora, para facilitar ainda mais este processo, saiba que é possível utilizar o FGTS em um consórcio. Você pode usar para dar os lances, quitar parcelas em aberto, ou ainda para complementar o valor da sua carta de crédito para adquirir um bem mais caro.

No entanto, é preciso que você esteja em conformidade com as normas de utilização do FGTS para que o recurso seja sacado. Além de o consórcio estar em seu nome.

As vantagens são bem atrativas e você ainda consegue contar com ajuda extra do valor disponível em seu fundo.

Linha de financiamento habitacional pró-cotista

Outro incentivo para ajudá-lo a realizar o sonho da casa própria é a linha de crédito pró-cotista, reaberta início de janeiro/2018 pela Caixa Econômica Federal. Essa é uma das linhas de crédito imobiliário mais baratas do país.
A linha pró-cotista usa os recursos do Fundo de Garantia, mas para utilizá-lo é preciso ter pelo menos três anos de vínculo com o FGTS e não pode ser proprietário de imóvel na mesma cidade ou região metropolitana.

Os juros variam de 7,85% a 8,85% ao ano. O valor do imóvel não pode passar de R$ 950 mil em São Paulo, Minas Gerais, Rio e Distrito Federal. E nos outros estados, o valor máximo é de R$ 800 mil.

Programa Minha Casa Minha Vida

Além dos incentivos já mencionados, não podemos deixar de falar do Programa Minha Casa Minha Vida. Uma iniciativa do Governo Federal que oferece condições atrativas para o financiamento de moradias nas áreas urbanas para famílias de baixa renda.
Nessa modalidade existem 4 faixas de renda contempladas:

Famílias com renda de até R$ 1.800,00:

Faixa 1 – O financiamento é de até 120 meses, com prestações mensais que variam de R$ 80,00 a R$ 270,00, conforme a renda bruta familiar. A garantia para o financiamento é o imóvel que você vai adquirir.

Famílias com renda de até R$ 2.600,00:

Faixa 1,5: Você pode adquirir um imóvel novo com taxas de juros de apenas 5% ao ano e até 30 anos para pagar com subsídios de até 47,5 mil reais.

Nas FAIXAS 2 e 3 você tem até 30 anos para pagar e pode comprar um imóvel novo ou na planta, comprar terreno e construir sua casa do jeito que sempre quis ou ainda construir em um terreno que já é seu.

❏ Famílias com renda de até R$ 4.000,00:
FAIXA 2: Se sua família tem renda bruta de até R$ 4.000,00, você se encaixa nesta faixa e pode ter subsídios de até R$ 29.000,00.

❏ Famílias com renda de até R$ 7.000,00:

FAIXA 3: Para famílias com renda bruta de até R$ 7.000,00 , a faixa 3 oferece taxas de juros diferenciadas em relação ao mercado para você conquistar uma casa própria.

Para mais informações sobre o Programa Minha Casa Minha Vida acesse: https://goo.gl/bdweMc

Bem, depois de obter essas informações esperamos que tenha ficado mais claro que é possível realizar o seu sonho.
Confira algumas opções que temos para você! Acesse: https://goo.gl/etmevV

Venha nos fazer uma visita e conhecer os nossos projetos. Você vai se sentir em casa.

Mercado imobiliário atravessa fase com grandes investimentos e otimismo

Crédito imobiliário, aumento da renda do brasileiro e diminuição da taxa de desemprego. Na junção desses fatores está o otimismo em relação ao mercado imobiliário. Tanto é assim que as perspectivas das construtoras e incorporadoras para este ano são as melhores possíveis, confirmando o bom momento para investir em imóveis.

O Brasil ficou três décadas sem grandes investimentos. Porém, de uma hora para outra nos deparamos com diversas demandas  imediatas. A população passou a almejar outros objetivos de vida e de consumo e, sem dúvida nenhuma, a principal meta de uma família é a casa própria. Investimentos em obras, mobilidade urbana, estradas, portos e ferrovias para a Copa do Mundo e as Olimpíadas comprovam que o otimismo no setor é fundamentado. Soma-se a isso o déficit habitacional, apoiado no tripé da prosperidade.

O conselheiro da Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais, Ariano Cavalcanti de Paula, se baseia na demanda reprimida por imóveis como um dos principais fatores que contribuem para a solidez no setor. “O mercado está aquecido e oferece facilidades ao comprador, como financiamentos atraentes, queda de juros e prazos mais longos”.

Os critérios para liberação de crédito também contribuem para que os negócios tenham mais solidez e segurança. “Os bancos responsáveis pelos financiamentos são bastante rigorosos nas análises de crédito, dando a possibilidade de compra somente para aqueles que têm as condições necessárias de contrair tal dívida”.

A todo vapor

As perspectivas positivas têm alavancado novos empreendimentos, como contam empresários do setor. O diretor-presidente da EPO Engenharia, Gilmar Dias dos Santos, por exemplo, projeta 15% de aumento nos lançamentos e vendas da empresa em 2013, em comparação com o ano anterior. “Projetamos esse crescimento baseados na qualidade dos nossos produtos, bem como na manutenção das taxas juros hoje praticadas, que manterão a atratividade em investimentos nos imóveis.”

A construtora Konkreta em 2014 terá novos lançamentos para oferecer aos seus clientes conheça mais sobre a construtora no Site http://www.konkreta.com.br/site/site/

Ou agente sua visita ao nosso escritório pelo telefone: 32429900

Apartamentos de dois quartos são prioridade entre os brasileiros

A categoria representa 56% do total do mercado. Este é o tipo de imóvel para quem quer começar a vida, afirma pesquisa da Lopes Inteligência de Mercado.

Uma pesquisa inédita revelou dados sobre o setor imobiliário no Brasil em 2011. A análise dos resultados foi realizada pela Lopes Inteligência de Mercado, empresa de intermediação e consultoria imobiliária com destaque nacional. Do VGV total, o estudo detalha R$ 72 bilhões ou 84% dos lançamentos no país.

Um dos destaques é quanto à preferência dos brasileiros em relação ao tipo de imóvel. Os apartamentos de dois quartos são prioridade. Com 92 mil unidades, a categoria representa 56% do total do mercado. Além do preço acessível – em média 4,08 mil– ele é procurado por clientes recém-casados ou que possuem apenas um filho. Este é o tipo de imóvel para quem quer começar a vida.

Os apartamentos de um quarto são mais procurados por solteiros, estudantes ou jovens profissionais. Dados da pesquisa mostram que geralmente são bem localizados, em áreas metropolitanas e com preços que podem ser maiores do que apartamentos de dois quartos,em média 6,31 mil.

São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, acompanhados por regiões metropolitanas, são os locais que mais concentram lançamento de imóveis no Brasil, somando 55% do Valor Geral de Venda total do país.

Os imóveis comerciais também fizeram parte do estudo. Eles equivaleram a 19% do VGV do setor imobiliário em 2011, representando também 14% do total de lançamentos no ano. Neste tipo de imóvel o metro quadrado é elevado em relação aos residenciais.

Para a obtenção de dados foram utilizados os estados da região sul e sudeste do Brasil, Goiás, Distrito Federal, Bahia, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte, que juntos correspondem a 91% do Produto Interno Bruto Brasileiro, PIB.

Fonte: Redimob