Decorar apartamento pequeno: veja 10 truques para transformar o seu lar!

Como decorar seu pequeno apartamento?

Os apartamentos pequenos estão cada vez mais comuns no mercado imobiliário. Eles têm recebido boa aceitação por possuir um valor de investimento menor, e se encaixar melhor nas novas características familiares.

No entanto, ter uma limitação de espaço não significa que o seu lar não possa ser confortável e acolhedor. Você pode trabalhar a decoração de uma maneira que otimize o lugar e ainda tenha a sua personalidade.

O primeiro passo antes de se aventurar com as aquisições para a decoração, é fazer um planejamento. Nele deverá constar os itens que deseja adquirir, as metragens se for necessário e os valores.

Confira algumas soluções para modificar ou criar o seu espaço.

 

1) O primeiro truque, clássico, é abusar das cores claras. Elas passam a sensação de amplitude. Se quiser utilizar cores escuras ou coloridas no ambiente, aproveite para incrementar nos móveis e acessórios.

2) Outro truque para ampliar o ambiente é usar espelhos. Seja na parede inteira, ou em uma parte dela, na vertical ou horizontal, eles têm o poder de praticamente dobrar a profundidade de um ambiente.

3) Essa solução é ótima, móveis multiuso. Sofá que vira cama, mesa lateral que vira mesa de jantar, estante que divide ambiente, e por aí vai. Aposte em móveis funcionais!

4) Se você possui vários livros e pequenos objetos decorativos, um bom recurso é utilizar nichos em paredes. Dessa forma economiza espaço e deixa os móveis mais livres. Lembre-se: menos é mais.

5) Uma alternativa bem legal que pode fazer na sua sala é trocar a mesa de centro por puffs, onde poderá apoiar os pés.

6) Ainda falando da sala, esquece aquelas estantes enormes para colocar a TV e outros objetos decorativos, isso só deixa o ambiente menor. Opte por embutir a TV em um painel, está na moda e deixará sua sala maior.

7) Se mais de uma criança precisa ocupar o mesmo quarto, utilize beliches para otimizar o espaço.

8) Agora falando de banheiro, deixe-o mais minimalista possível, e concentre objetos em nichos e prateleiras.

9) Na cozinha, para organizar os utensílios, uma boa ideia é instalar prateleiras e ganchos para pendurá-los na parede. Mesas dobráveis são coringas em cozinhas pequenas. Se puder escolher por um cooktop ao invés de fogão normal será melhor, pois além de moderno ajudará na otimização do espaço.

10) Se o apartamento for seu, ainda pode optar pela integração do espaço. Cozinha e sala de estar integradas dão muitos centímetros a mais no ambiente. Aproveite!

Então é isso, nós da Konkreta esperamos ter ajudado você a ter ideias para decorar o seu lar e deixá-lo mais aconchegante e funcional, afinal é o seu espaço, seu refúgio, é onde recarrega as energias para o dia que está por vir.

E se ainda não encontrou um espaço só SEU, temos uma ótima oportunidade para você, clique aqui e confira!

Venha nos fazer uma visita e conhecer os nossos projetos. Você vai se sentir em casa!

#DICA Saiba como usar o FGTS para comprar um imóvel.

Até a próxima!

Como comprar seu primeiro imóvel usando o FGTS

Antes de tudo, você sabe o que é FGTS?

A sigla que significa Fundo de Garantia para Tempo de Serviço, foi um mecanismo criado pelo governo para atuar como uma reserva financeira para o trabalhador.

Quem trabalha com registro em carteira recebe um depósito mensal que corresponde a 8% do salário. A transição é efetuada pela empresa em que você trabalha, diretamente em uma conta criada automaticamente na Caixa Econômica Federal.

Quem pode usar o FGTS para comprar imóvel?

Apesar de todos os trabalhadores terem direito ao fundo, existem algumas normas que precisam ser consideradas:

❏ É preciso ter um mínimo de 3 anos de carteira assinada, mas não é necessário que o período seja contínuo. Por exemplo, você pode ter trabalhado um ano em 2009 e mais dois anos em 2016;
❏ Você não pode ter nenhum financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação (SFH);
❏ Também não pode ser proprietário de nenhum imóvel residencial no município em que pretende comprar. Dessa forma, se você já tem um imóvel em Florianópolis, poderá comprar outro em Palhoça;
❏ É obrigatório trabalhar ou morar no município em que você pretende comprar o imóvel utilizando o FGTS.

Quais imóveis podem ser comprados com o FGTS?

Não são todos os imóveis que podem ser comprados com a ajuda do FGTS. Primeiro, é preciso verificar se a propriedade que você possui interesse está cadastrada no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) dentro de um limite de valor que é definido de tempos em tempos.

Além disso, o imóvel precisa ser urbano residencial e destinado à moradia do trabalhador.
Então, se você pensa em comprar para investir, não poderá usar o FGTS.

 

Como é feito o saque do fundo?

Quando você utiliza o FGTS como parte do pagamento de um imóvel, você não lida diretamente com o dinheiro. É necessário solicitar o saque a um agente financeiro por meio de um documento e, assim que tudo estiver aprovado, o depósito é feito direto na conta do vendedor.

Os agentes financeiros podem ser desde bancos, consórcios ou companhias de crédito imobiliário. É fundamental estar alerta para ver se o agente financeiro escolhido trabalha com o FGTS, pois não são todos que atendem essa modalidade.

Para que você consiga usar o seu FGTS, é necessário que a aquisição do imóvel seja feita em seu nome. Agora, se quiser usar o saldo de outra pessoa, a compra deve ser efetuada no nome dos dois.

Outra informação bem importante é que além de utilizar o saldo da sua conta de FGTS para comprar o imóvel, você também pode amortizar o saldo devedor, ou ainda, usar para diminuir o valor das prestações do financiamento.

Entre em contato diretamente com CAIXA (48)3004-1105 para obter mais informações.

Ainda vale ressaltar, que nenhuma dívida do trabalhador o impede de usar o FGTS.

Documentação necessária

Ao solicitar o FGTS para comprar imóvel , você precisa comprovar que atende a todos os requisitos listados acima. Além disso, é necessário ter em mãos:

-> Carteira de trabalho;
-> Comprovante de residência;
-> Certidão de nascimento e de casamento (se for o caso);
-> Carteira de identidade;
-> CPF.

Você também precisa comprovar que o imóvel está em situação regular, por isso, separe a certidão de matrícula e a cópia do IPTU da casa ou apartamento para também levar junto com você.

Após a entrega da documentação, caso aprovada, seu saldo do Fundo de Garantia é investido na tão sonhada da casa própria.
Para saber quais opções de moradia nós da Konkreta temos para você clique aqui .
Para mais informações sobre o uso do FGTS acesse: https://goo.gl/cz1jGx