Time Palhocense vence e consegue subir para a Série A do Catarinense.

GuaraniAntes mesmo do apito final em Palhoça, o Guarani já estava garantido na Série A do Campeonato Catarinense, devido aos resultados obtidos por adversários em outros jogos decisivos ( o Bugre venceu o Inter de Lages por 2 a 0, e o Concórdia empatou por 1 a 1 com o Camboriú).

A noite da última quarta-feira (5) foi especial para Palhoça. A torcida compareceu em bom número no Estádio Renato Silveira para apoiar o time do técnico Amaro Júnior. Discreto, o treinador não fez promessas antes do jogo e tomou cuidado para que seus jogadores não descobrissem o resultado da partida do Concórdia, que ainda lutava pelo acesso. O Inter de Lages conquistou a vaga na Série A do Estadual no último final de semana, por isto o técnico Leandro Niehues preferiu poupar outros jogadores, já pensando na final do campeonato, o que diminuindo sua força ofensiva.

Dependendo apenas de um empate para se garantir na elite do Futebol Catarinense, o que os torcedores presenciaram foi um time ofensivo e armado para vencer. Durante o jogo houveram poucas oportunidades de gol no primeiro tempo. Felipe Oliveira foi o jogador mais próximo de balançar a rede, mas o experiente atacante do Bugre perdeu a oportunidade no finalzinho da primeira etapa.

A falta de emoção do início do jogo foi compensado no segundo tempo. Logo aos cinco minutos quando Hegon pegou o rebote do goleiro Pablo para abrir o placar. O gol de tranquilidade ao Guarani que administrava a partida. Aos 36 minutos, Alan foi derrubado dentro da área e o árbitro Willian Machado Steffen marcou pênalti. Tauã cobrou e fechou o placar em Palhoça.

Pela terceira vez, o Guarani conquista o acesso para a Primeira Divisão do Estadual, e nenhum outro jogador estava tão emocionado com o acesso do Guarani à Série A do Campeonato Catarinense quanto o goleiro Rodrigo Rocha.

— Eu me emocionou porque sou daqui, como grande parte do time. Minha família está na arquibancada, é um grande orgulho. Esse acesso é muito importante e devemos aprender com os erros de 2013 para continuar mais tempo na elite — explicou, com os olhos cheios de lágrimas, no meio da festa azul.

Amaro Júnior é outro personagem importante desta conquista. Presidente licenciado, ele é mais que um técnico. Ele é a cara do time. Raça não lhe falta, ele é insistente e não desiste do Bugre. Essa fé, ajudou a trazer para Palhoça mais uma vez a vaga na Série A do Estadual.

— Agora o momento é de comemoração, mas quero mais. Quero mais um troféu para a nossa galeria — sentenciou Amaro.

Confira algumas fotos.

Clique aqui para entrar ou registrar e fazer um comentário.